terça-feira, setembro 22, 2009

UM BATE PAPO SOBRE RAÇA

O bom jornalista Sidney Rezende, meu primo em parentesco veramente distante, postou no seu blog, o SRZD esse texto aqui, com um vídeo que eu, meus amigos, achei fortíssimo.

Publiquei no blog dele o seguinte comentário, que transcrevo, aqui, na íntegra:

Sidney, as maravilhas da genética e suas conclusões mais recentes sobre a inexistência de raças poderiam ajudar a combater o racismo se ele não fosse um fenômeno social tão arraigado na cultura ocidental. A noção de raça continua operando na sociedade iluminada pela ciência moderna. Especialmente para tudo o que se refere à África. A África é "primitiva"; seus povos não são "civilizados"; sua Natureza é "selvagem" - como se toda Natureza não fosse; A escravidão é "culpa" dos próprios africanos. Tudo é pejorativo, é negativo. Pouco se ergue a voz para falar algo de bom da África, um continente rico, de uma diversidade humana e cultural imensa, de civilizações lendárias e esplendorosas. E quando se fala bem dela, e se pretende defender seus filhos da opressão e da exclusão a que foram, historicamente, e são submetidos ainda hoje, vem os paladinos da democracia racial para nos dar aula de biologia e dizer que raça não existe. Não foram apontados assim (http://botequimdobruno.blogspot.com/200 9/09/um-homem-lamentavel.html) nas ruas. Se fossem, não diriam o que dizem. Obrigado por me mostrar esse vídeo que apenas confirma minhas convicções. Abraço!

O link que indico à ele é do blog de outro grande jornalista, o Bruno Ribeiro, de Campinas. Para chegar ao blog do Bruno e ler o que ele escreveu, basta clicar
aqui ou na barra lateral à direita deste blog.

Assistam ao filme e tirem suas conclusões. Mas antes de apertar o Play, nunca foi tão válida uma dica: tirem as crianças da sala!


Abraços!

6 comentários:

Bruno Ribeiro disse...

Que foda, meu irmão. Vou escrever sobre isso, com sua permissão. Sem palavras.

Diego Moreira disse...

Mete bronca, meu velho!

Abraços!

Ana Carolina disse...

Nossa, não estava preparada para ver esse vídeo. Fiquei sem palavras. É impressionante como o preconceito se instala inconscientemente na nossa cabeça e aparece sutilmente em nossas ações, palavras...esse outro vídeo aqui mostra muito bem isso: http://www.youtube.com/watch?v=H5llNK8Zi7s

Diego Moreira disse...

É forte né, Carol? Há que se lutar contra tudo isso.

Beijo.

Rafael Z Goldkorn disse...

Acredito que a midia, ou o 4o poder, nao é a principal vila dessa historia, mas sim a sociedade o HOMEM (que representaria todos os poderes). É quando reduzimos todos a homens que podemos ver como é idiota a ideia de um homem, julgando e menosprezando outro homem sem ao menos conhece-lo, por qualquer motivo que for. Belo post. Abraco.

BateMan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.