quinta-feira, outubro 01, 2009

ENEM E PRECONCEITO

Ouvi hoje pela manhã, de um rapaz que não é e nunca foi meu aluno, que o ENEM só foi cancelado "por que isso aqui é Brasil". Dizia o jovem, irritadíssimo com a mudança inconveniente e inesperada:

- Só aqui essas coisas acontecem! Nem na África isso aconteceria! Nem na África! Só no Brasil!

O caso é sério. As provas foram adiadas para data desconhecida até agora pois algumas questões "vazaram". Segundo esta matéria de O Globo online, "o jornal O Estado de São Paulo foi procurado por dois homens que ofereceram cópias de parte do exame em troca de R$500 mil". O jornal entregou as cópias ao MEC que confirmou o vazamento. Há indícios de que a prova vazou na gráfica que imprimiria as provas que seriam aplicadas nesse fim de semana, nos dias 3 e 4 de outubro.

Ou seja, trata-se de mais um caso de corrupção. Volto, então, ao raciocínio do rapaz. Será a corrupção uma exclusividade brasileira? Poucos escândalos internacionais de corrupção nos parecem mais interessantes do que os nossos já que nós vivemos na sociedade brasileira, mas isso não faz da corrupção algo só nosso.

E porque a comparação com a África? O continente ancestral não escapa da corrupção, é verdade. E lá há até muita corrupção. Mas o tão bajulado velho continente, a Europa, berço da "civilização", também está afundado na lama podre da ganância - vide Itália - que leva vários corruptos aos ilícitos em busca de favorecimentos pessoais. E se nós tivemos um "mensalão", os norteamericanos amargaram o Watergate. É assim no mundo todo.

Mas, não. Insiste-se em agredir o Brasil e a África, como se todos os problemas fossem só nossos. Os que querem um Brasil melhor devem lutar por isso. Mas não é reproduzindo modelos estrangeiros que alcançaremos esta meta. Chega de tentar europeizar e norteamericanizar o Brasil. Basta!, eis o meu grito.

3 comentários:

Gabriel disse...

As pessoas que acreditam que existe corrupção apenas no Brasil ou no Continente Africano têm uma visão limitada da realidade e dos fatos. Acostumados a ver apenas a mídia enviesada que difama nosso país, eles acabam repetindo estas más línguas. Muitos sismaram de serem europeus e/ou estadunidenses e deixaram de enxergar a realidade com os próprios olhos.

Juliano disse...

Nobre iniciativa, Diego. Não canso de bater nesta tecla nas conversas com amigos, mesmo sendo considerado em excêntrico. Precisamos caminhar com nossas próprias pernas, chega de idealizar e copiar um suposto modelo de excelência estrangeiro. Tô contigo. Basta!

Arnaldo disse...

Pessoas que costumam dizer "É só no Brasil que acontece isso", " é só no brasil que acontece aquilo", são as mesmas pessoas que costumam formular frases que começam assim: "O brasileiro é...",. A continuidade desse tipo de frase é sempre negativa e a pessoa que a profere, nunca está se incluindo no grupo, apesar de ser, sempre, também um brasileiro.

É gente que não tem orgulho de nossa cultura, não tem carinho pelo nosso povo, mas é gente que, certamente, não conseguiria viver em outro lugar, já que, gente egoísta é uma coisa negativa em qualquer lugar do mundo.