quinta-feira, outubro 16, 2008

A RABADA QUE MAMÃE FEZ

Quem acompanhou a série sobre o Samba do Irajá sabe que nós aqui de casa estivemos naquela freguesia no dia quatro de outubro pra comemorar o anversário do Luis Henrique e inaugurar a churrasqueira do Doce Refúgio com um samba pra nunca mais esquecer.

Pois eu, Lucimar e Talumejwá dormimos na casa de mamãe porque era mais perto do Irajá, porque eu votaria por lá no pleito do dia seguinte e, claro, porque queríamos ficar pra ter o prazer da companhia de mamãe, Larissa e Zé Eduardo no dia seguinte. E, invariavelmente, mamãe capricha no almoço de domingo, especialmente quando estamos lá.

Dona Maria Luiza é, pra mim e pra muitos, uma sumidade na cozinha. Tudo o que eu mais gosto, em termos de regabofes, ela faz excepcionalmente bem. Cozidos, dobradinha, angú à baiana, bobó de camarão, caldo verde - essas coisas - ela faz com maestria.

Meu avô, mineiro nascido em Angustura - antigo distrito de Além Paraíba - e criado em Carangola, era bastante exigente com o que sai das panelas. Nunca reclamou. Só botava, as vezes, uma pimenta a mais, daquela que ele mesmo fazia em casa, do jeito que aprendeu na roça. Caso seríssimo. A pimenta do velho tinha que ser respeitada. Uma gota no ensopado era o suficiente pra muita gente.

E naquele domingo mamãe fez rabada. Um espetáculo! Gostosa demais de ver e de comer. O cheiro, então, foi longe. Daqueles de atrair manifestações públicas de beatas criminalizando o pecado capital da gula e de mulheres bulímicas e anoréxicas pedindo a prisão pertétua de mamãe. Crime é não se fartar.

Não sou muito ligado nesse negócio de receitas, por isso deixarei apenas a imagem que registrei da rabada. Dou a dica para minha irmã, Larissa Moreira, que escreve em seu blog sobre casa, cozinha e afins, que publique a receita de mamãe. O cheiro e o sabor ficarão só pra quem teve o privilégio de provar.


Abraços!

5 comentários:

Claudio Falcão disse...

Tu nem fez uma quentinha para os amigos.... ficamos todos na vontade

Claudio Falcão disse...

Tu nem fez uma quentinha para os amigos.... ficamos todos na vontade

ana carolina disse...

Além de não fazer uma quentinha para os queridos, não convida.
Dona Maria Luiza saberá desse absurdo!

Diego Moreira disse...

Não sobrou nada. Só a lembrança pra contar a história, meu velho.

Carol, a gente arma um regabofes desse qualquer dia.

Beijos!

Larissa disse...

Vai ter a receita lá no Trivial Básico! Já, já! ;-)